Coisas mais difíceis em se morar fora

Todo mundo sempre vê e escuta sobre os lados bons em se morar fora e, também sempre compartilhamos imagens de paisagens maravilhosas, fotos em que todo mundo está sorrindo e se divertindo. Mas, como realmente é morar fora?

Para muitos é somente uma aventura, para outros é um modo de reconectar-se e/ou descobrirem quem são. Para mim é uma mistura de tudo isso e muito mais… Porém, posso te garantir que morar fora foi a melhor decisão que já fiz!

Firenze - 005

Poderia escrever eternamente sobre os lados bons disso, mas decidi compartilhar um pouco as coisas que foram mais difíceis para mim neste primeiro ano fora:

1. Nova língua:

Tenho certeza que todos que já moraram ou ainda moram fora irão concordar comigo nessa!

Você muda para um novo país sem ser fluente ou até mesmo sem nem o básico do idioma, talvez pensando que somente o inglês é o suficiente para conseguir se virar… Mas infelizmente não é. Não sei como é em outros países, mas na região que escolhi morar aqui na Itália é bem difícil achar quem tenha inglês bom! Então, basicamente para conseguir se comunicar, no início terá que investir muito em mímicas e no “portunholiano” (português+espanhol+italiano), sem medo de tirarem sarro de sua cara por que isso com certeza irá acontecer!

2. Mudança na dieta:

Nos primeiros meses em que me mudei para a Itália, pensei que comida fosse um assunto em que eu jamais iria reclamar! Pois, cá entre nós, quem não gosta de comida italiana, não é mesmo?!

Mas depois de um tempo enjoei de tal forma, que não podia mais ver macarrão na minha frente e, comecei a sentir muita falta e a desejar as comidas do Brasil, coisas que são bem difíceis de se achar por aqui!

Conversando com algumas amigas sobre isso, elas também concordaram que a mudança na dieta é um dos pontos negativos… O pior de acordo com elas que são inglesas, é que na Inglaterra o horário da janta é entre 17 e no máximo 18:00 e, aqui na Itália a janta não é servida antes das 20:30 (e o que servem na janta? Mais macarrão)!

Lendo esse tópico, você pode pensar que estou exagerando, porém, mais cedo ou mais tarde irá entender como nos sentimos…

3. Fazendo novas amizades:

Pode não parecer, mas é mais difícil do que pensa!

Este tópico diria que se conecta com o problema do novo idioma pois, sem ele fica difícil de se fazer amizades locais. Eu mesma, em um ano morando fora, consegui fazer somente 3 ou 4 amigos italianos! Todos os meus outros amigos são de várias partes do mundo que se mudaram ou vieram passar uma temporada por aqui…

E não importa o quão cabeça aberta e/ou extrovertido você seja em sua língua natal, uma vez que você pensa em algo interessante/engraçado e diga em outro idioma, pode não soar tão interessante/engraçado assim e as pessoas podem não entender nem um pouco seu senso de humor.

 

4. Você vai descobrir sentimentos que nem sabia que existiam dentro de você:

Antes de me mudar, estava passando por uma fase em que simplesmente não existiam muitos sentimentos dentro de mim. Mas, isso tudo mudou…

Nos primeiros cinco meses, diria que na verdade nem senti tanta coisa assim, por que estava tão animada em descobrir e conhecer o novo país que acabava nem lembrando muito sobre os assuntos/pessoas do Brasil. Mas depois que me estabeleci melhor por aqui, vários sentimentos começaram a emergir de uma vez só e, simplesmente acabaram comigo!

Posso lhe dizer com toda certeza do mundo, que haverão dias em que você vai literalmente chorar até cair no sono, outros dias em que não vai querer sair da cama mas, logo no dia seguinte já estará mega feliz novamente como se nada tivesse acontecido e vise-versa…

Saudade é um dos piores sentimentos e, dói, dói MUITO!

 

5. Morando com uma Host family:

Tem vezes que já é difícil e estressante morar com sua própria família, imagina morar com uma família que possui uma cultura, idioma e estilos de vida completamente diferente dos seus…

Tem dias que são bem complicados e tudo que me da vontade de fazer é começar a correr até o topo da colina e gritar o mais alto possível! Bem como acontece em alguns filmes flat,800x800,075,t.

Por mais legal que a família seja para e com você, jamais sentirá como se estivesse em casa e 100% confortável em estar ali.

O dia mais difícil para mim por morar com uma Host family, foi quando eu estava realmente muito gripada, meu corpo todo doía, não conseguia falar nem respirar direito e eles não deram a mínima para isso (tudo que eu mais queria era colo de mãe, meu cachorro juntinho de mim e sopa da vovó)… Estávamos na mesa do almoço, minha hostmom estava conversando comigo e eu simplesmente tive que virar de costas para ela pois não conseguia mais segurar meu choro!

6. Datas especiais longe da família:

Fora as saudades, passar os feriados longe da família e melhores amigos é bem complicado… Agora imagine passar os feriados longe E morar com uma família estrangeira, é difícil pra caramba! Para mim, especialmente natal e meu aniversário!

Nessas datas eles terão toda sua família reunida, conversarão super rápido entre eles e você ficará lá, forçando um sorriso, como se estivesse entendendo e feliz com tudo mas, quando na verdade, gostaria de estar no seu quarto, debaixo das cobertas, imaginando o que sua família e amigos estão fazendo no Brasil e, esperando lentamente o tempo passar até poder ligar o Skype com eles!


Gostaria de dizer que é fácil decidir morar fora, mas, se realmente fosse fácil não seriam tão poucas pessoas que conseguiriam!

“Life begins at the end of your comfort zone.” – Neale Donald Walsch

 

Baci baci smallpinkheart.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: